Avaliação: Volvo XC60 T8 R-Design é rico em detalhes

SUV intermediário da família XC tem motor híbrido de 407 cv e está repleto de itens muito úteis que merecem a imersão do consumidor

 

“Deus está nos detalhes”, teria dito o arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe – ou será que foi o pintor renascentista Michelangelo? Não importa, mas se realmente Deus mora em cada detalhe, o Volvo XC60 T8 R-Design goza de divindade suprema. O filho do meio da santíssima trindade XC de SUVs da marca sueca – posiciona-se entre o maior XC90 e o menor XC40 – está longe de apresentar uma simplicidade monástica. Ao contrário: é rico, muito rico em detalhes. E isso, que fique bem claro, é uma virtude e não um pecado capital.

Em primeiro lugar, o motorista pode navegar em cada detalhe da central multimídia Sensus Navigation Pro. É impressionante a quantidade de recursos que são comandados por meio de um simples toque nos ícones que aparecem no tablet de 12,3 polegadas disposto na posição vertical. 

Quer acionar ou desligar o Blis (alerta de ponto cego) ou o ar-condicionado? Basta apertar a função na tela extremamente intuitiva. Prefere um modo de condução mais esportiva ou acionar o assistente de estacionamento? Chegou a hora de ativar a câmera 30 graus? Enfim, o Volvo XC60 possui uma série de dispositivos comandados a um leve toque no sistema Sensus, recheado de detalhes.

O utilitário esportivo é vendido no mercado brasileiro em seis versões e estamos falando da T8 R-Design, avaliada pelo Caderno GARAGEM. Ela é equipada com propulsão híbrida, mas o motor 2.0 a gasolina de quatro cilindros em linha, sozinho, desenvolve 320 cv de potência e 40,8 kgfm de torque. Não é só. Quando ele se une ao modo elétrico, porém, a potência total sobe para 407 cv e a força aumenta para 65,3 kgfm.

Se fosse permitido atingir essa velocidade em alguma estrada brasileira, ele alcançaria 230 km/h. Não parece mero detalhe marqueteiro da montadora. O XC60 deslancha fácil, ganha velocidade rapidamente e mostra, sim, apetite para atingir a velocidade divulgada pela Volvo. A aceleração de 0 a 100 km/h é completada em 5,3 segundos. De acordo com a fabricante, o SUV roda 19,2 km/l na cidade e 20 km/l na cidade com os dois motores combinados.

Em nossa avaliação, o carro registrou a média de 16,5 km/h misturando percursos urbano e rodoviário. Com a estrada relativamente tranquila, bastou programar a velocidade para 120 km/h (limite permitido) e até tirar as mãos do volante em alguns instantes para sentir o trabalho semiautônomo do modelo. Em caso de aproximação com o veículo da frente, o XC60 também reduz paulatinamente a velocidade, sem riscos de colisão. Tais recursos evitam o desgaste do motorista, que chega ao fim da viagem sem cansaço. Ele só precisa tomar cuidado para não perder a concentração ao longo do caminho.

Martelo de Thor

O Volvo XC60 é muito confortável. Mede 4,69 metros de comprimento, 1,90 m de largura, 1,66 m de altura e 2,86 m de distância entre-eixos. O porta-malas de 468 litros é bastante adequado para uma viagem com a família ou com os amigos.

Mesmo que o motorista tenha mais de 1,80 m, o ocupante traseiro com a mesma estatura desfrutará de espaço de sobra para se acomodar sem apertar as pernas ou bater a cabeça no teto. Uma falha em um carro desse nível é não oferecer controle de ar-condicionado para quem senta atrás. Já as saídas do ar estão instaladas nas laterais, na parte interna da coluna B.

Os projetistas aplicaram no XC60 as mesmas linhas do XC90. Significa dizer que ele foi feito com muito esmero nos detalhes. Na frente, o destaque vai para os faróis com a indefectível iluminação de Led “martelo de Thor”, marca registrada em vários automóveis da Volvo. Na traseira, as lanternas em forma da letra “L” começam no início do vidro e se prolongam na tampa do porta-malas, além da dupla ponteira de escape que flerta com a esportividade.

Por dentro, o painel de instrumentos configurável exibe as informações do trajeto escolhidas pelo motorista e o famoso sistema de interatividade Volvo On Call permite fazer reservas de hotéis e restaurantes, localizar o posto de combustível mais próximo e até chamar o socorro se houver um acidente.

Quer um conselho? Se você é um dos felizardos que pode pagar mais de R$ 350.000 pelo XC60 T8 R-Design mergulhe nas minúcias do carro antes de sair por aí. Ele é repleto de detalhes bacanas e seria um pecado imperdoável não aproveitar cada um deles.