Ferrari apresenta a 296 GT3, sua nova máquina para as corridas de GT

Modelo marca a volta às pistas de um carro com motor central traseiro de seis cilindros

FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari

A Ferrari apresentou recentemente a sua mais recente obra-prima, a 296 GT3, que, como o nome indica, é a versão de competição da 296 GTB. Destinada às competições de turismo GT em todo o mundo, a nova máquina tem estreia prevista para ocorrer na edição 2023 das 24 Horas de Daytona, marcada para janeiro, nos Estados Unidos.

A tradicional montadora italiana afirma que a 296 GT3 representa o futuro da marca nas grandes competições de carros de turismo, as quais permitem uma relação mais próxima com o cliente e a mais consistente transferência de tecnologia e soluções inovadoras para os carros de produção. Com a 296 GT3, a Ferrari vai voltar a ter um modelo equipado com motor de seis cilindros montado em posição central traseira nas pistas – o que não ocorria desde a 246 SP, dos anos 1960.

FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari

Sob o capô, ao contrário da versão GTB “de rua”, a GT3 não conta com o auxílio do sistema híbrido. Assim, a entrega dos 608 cv fica a cargo apenas do V6 de 120° biturbo (montados no lado interno das bancadas de cilindros) que, de acordo com a montadora, apresenta dimensões compactas, centro de gravidade mais baixo e peso reduzido. Além disso, esse propulsor está montado mais à frente e em posição mais baixa que na GTB, o que melhora o equilíbrio do carro e a rigidez às torções (que é cerca de 10% superior que a da sua antecessora 488 GT3). O câmbio é sequencial de seis marchas e a tração, claro, é traseira.

FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari

Desenvolvida ouvindo os usuários

Por conta das restrições do regulamento da categoria, os técnicos e engenheiros da Ferrari tiveram de trabalhar duro para aprimorar o manuseio e a dirigibilidade do carro, mas o resultado compensou, resultando em um ganho de 20% no downforce, de acordo com a fabricante.

A cabine, segundo a montadora italiana, foi completamente redesenhada em comparação com a da 488 GT3 e atendeu as sugestões dos pilotos e clientes da marca.  Assim, o cockpit permite ao ocupante encontrar de forma rápida e eficaz a melhor posição de condução, com as principais funções sempre ao seu alcance. Muitos controles e funções foram transferidos para o novo volante inspirado nos monopostos da Fórmula 1, enquanto a posição do banco garante ótima visibilidade, além de adicionar um novo nível de conforto para motoristas de diferentes tamanhos e estaturas que podem usar os pedais ajustáveis ​​e o volante regulável para encontrar sua melhor posição no carro.

FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari

O sistema de ar condicionado (imprescindível em provas de longa duração) e o fluxo de ar dentro da cabine foram projetados para fornecer ventilação adequada em todas as condições, ajudando o piloto a se concentrar em todas as etapas de uma corrida. A estreia da 296 GT3 está prevista para ocorrer em janeiro do ano que vem, nas 24 Horas de Daytona. Vale lembrar que a Ferrari não possui equipe própria nas competições de GT, e apenas fornece apoio para times parceiros, como a AF Corse e a Risi Competizione.

FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari

FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari FERRARI 296 GT3 - Caderno Ferrari