Vai viajar nas férias? Faça um check-up de seu carro

Pegar a estrada com o automóvel sem condições ideais coloca em risco a segurança de sua família

Viagem em família - Caderno Garagem

Você já leu esse tipo de texto antes. Sempre que as férias de fim de ano se aproximam – período em que as famílias viajam de carro – pipocam na sua frente dicas de cuidados com seu automóvel. Repetitivo? Pode até ser, mas o tema, acredite, é fundamental. Afinal, colocar na estrada o veículo em condições inadequadas é sinônimo de por em risco a integridade de seus familiares.

Uma viagem tranquila, além do respeito às leis de trânsito, depende do estado de conservação do veículo, mesmo que ele esteja pouco rodado. A manutenção correta evita transtornos durante o percurso e garante a segurança para motoristas e passageiros. Daí a importância de manter as revisões em dia. Veja o que é fundamental verificar antes de iniciar a viagem.

Sistema de suspensão

Principal componente do sistema de suspensão, o amortecedor é responsável por manter os pneus em contato com o solo, garantindo a estabilidade e a dirigibilidade do carro. Ele requer revisão periódica, considerando que a perda de eficiência, causada pelos desgastes naturais de seus componentes internos, pode não ser percebida pelo motorista.

A vida útil dos amortecedores depende do modo como o veículo é conduzido e dos pavimentos por onde trafega. Passar por lombadas e obstáculos sem reduzir a velocidade, subir guias, rodar em pistas esburacadas ou estradas de terra são ações que reduzem a durabilidade do amortecedor e dos demais itens do sistema de suspensão.

Na hora da troca, confira se o produto é certificado, buscando o selo do órgão regulador que obrigatoriamente deve constar na embalagem e no corpo do produto.  

Outros componentes da suspensão também devem ser revisados, como molas helicoidais, barras estabilizadoras e bandejas de suspensão, todos fundamentais para que o carro trafegue de maneira segura, com equilíbrio nas retas, curvas e frenagens.

Ruídos vindos da suspensão indicam deterioração nos componentes de borracha que, caso não sejam trocados, podem comprometer o conforto, devido a impactos e vibrações que deixam de ser absorvidos adequadamente.

A bateria também merece atenção especial. Ela tem como função principal fornecer energia para o motor de partida e é responsável pela alimentação do sistema de ignição e injeção. Do mesmo modo, o sistema de iluminação e demais equipamentos acionados quando o motor não está trabalhando dependem da bateria.

A importância das baterias é ainda maior em veículos cada vez mais tecnológicos, equipados com grande quantidade de eletrônica. Os indícios de que sua vida útil está chegando ao fim são a dificuldade em dar a partida no motor, a oxidação nos terminais e o acendimento da luz de alerta no painel de instrumentos do veículo.

Freio, um elemento vital

O freio é outro elemento vital do automóvel. Se você estiver ouvindo ruídos e chiados ao acionar o pedal, cuidado! Hora de procurar uma oficina de confiança e substituir as pastilhas de freio antes de encarar a estrada. As pastilhas atuam em conjunto com as pinças de freio, a fim de reduzir a velocidade do veículo, proporcionando o controle na sua condução no tráfego antes das curvas e, claro, na hora da parada total do veículo.

É preciso ficar atento ao desgaste das pastilhas e substituí-las antes mesmo da diminuição do poder de frenagem. Preste atenção, igualmente, no fluido de freio, trocando-o de acordo com os limites estabelecidos no manual do veículo.

Os “calçados” do automóvel também precisam estar tinindo. A pressão de ar é fator primordial na vida dos pneus. Dessa forma, calibre sempre seguindo o manual do proprietário e verifique a pressão semanalmente, inclusive do estepe. Viajar com pneus carecas, nem pensar. Eles perdem aderência com o piso e, muitas vezes, provocam acidentes sérios.

Não adianta ter todos os sistemas em ordem e dirigir o carro no escuro. Por isso, as lâmpadas são peças importantes na revisão. Se alguma estiver queimada, o motorista enfrentará problemas de visibilidade, principalmente durante a noite, podendo causar graves acidentes e infração média de trânsito (multa de R$ 130,16 e quatro pontos na CNH).