Hyundai HB20 e Fiat Toro dominam mercado em março

Compacto da marca sul-coreana desbanca Chevrolet Onix e picape da Fiat é o veículo mais vendido do mês

Há muito tempo o ranking de vendas de automóveis não apresentava novidades na primeira posição: era esperar o balanço da Fenabrave (a entidade nacional que congrega as concessionárias) para conferir de novo Chevrolet Onix no topo. A surpresa poderia acontecer, no máximo, nos outros degraus do pódio.

O mês de março, enfim, quebrou essa rotina. O Hyundai HB20 foi o carro de passeio mais emplacado do país, com 8.012 unidades, com o Onix em segundo (7.933). A diferença, é verdade, é mínima, mas ao menos traz um pouco de emoção na disputa pela liderança. O Volkswagen Gol, veja só, ressuscitou e aparece em terceiro, com 6.891 carros comercializados.

A dificuldade no fornecimento de componentes para fabricar o modelo mais vendido do Brasil e a interrupção da linha de produção da General Motors por causa da pandemia podem explicar a queda de vendas do compacto.

No acumulado do ano, porém, o Onix se mantém soberano. Nos três primeiros meses do ano, foram licenciadas 28.759 unidades, contra 23.665 do HB20. O Jeep Renegade ostenta a terceira posição, com 19.111.

Apesar do ótimo desempenho do HB20, coube a um comercial leve o título de veículo mais vendido do mês: a Fiat Strada, que teve 10.268 unidades emplacadas em março, contra 6.078 da Fiat Toro e 3.233 Toyota Hilux. Na soma do ano, a picape da Fiat mostra-se imbatível em seu segmento, com 28.869 unidades, bem à frente da Toro, com 17.565.

Com 177.109 unidades emplacadas entre automóveis e comerciais leves, março teve crescimentos de 11,9% em relação a fevereiro passado e 13,7% ante o mesmo mês de 2020. No acumulado do ano, no entanto, a retração é de 6,5%: 497.885 vs. 532.506.

Hoje, na categoria de automóveis, a Volkswagen é a montadora com maior participação no mercado brasileiro, dona de 19,4% da fatia. Atrás dela, vêm GM (17%) e Fiat (12,4%). Entre os comerciais leves, a Fiat impõe uma liderança acachapante sobre os rivais, com 54,3% de market share. Toyota tem 9,5% e Volkswagem, 8,6%.