Sistemistas se movimentam no caminho da eletromobilidade

Empresas, como a Thyssenkrupp, modernizam seus processos vislumbrando a chegada dos veículos eletrificados

Thyssenkrupp - Caderno Garagem

O avanço da eletrificação vem transformando todas as cadeias da indústria automotiva. Não são apenas as montadoras que precisam investir em novos projetos, mas os sistemistas também estão se movimentando nessa direção.

As tecnologias de powertrain do segmento Automotive Technology da Thyssenkrupp estão ganhando corpo. A atual unidade de negócios Camshafts, que opera na planta de Poços de Caldas (MG), está sendo redefinida por conta da chegada dos automóveis elétricos.

A área é atualmente uma das líderes mundiais no fornecimento de componentes para combustão interna e motores híbridos e elétricos. O portfólio inclui eixos de comando montados e sistemas de trem de válvulas para conjuntos de força convencionais, além de eixos de rotor para motores elétricos.

A Thyssenkrupp é um grupo internacional composto por empresas industriais e tecnológicas independentes. Com presença em 60 países, ela gerou vendas de 29 bilhões de euros no ano fiscal de 2019/2020. Presente na América do Sul desde 1837, a Thyssenkrupp emprega cerca de 4.000 colaboradores na região nos segmentos automotivo, mineração, química e defesa naval.

“Iniciamos a transformação do nosso negócio de componentes para powertrain partindo de sistemas tradicionais de eixos de comando para motores de combustão interna. Há 10 anos, porém, começamos a desenvolver e industrializar produtos para powertrains elétricos”, afirma Karsten Kross, CEO da divisão de componentes automotivos da Thyssenkrupp.

Thyssenkrupp - Caderno Garagem

A companhia já iniciou o desenvolvimento de rotores completos para motores elétricos. Em paralelo, estão em andamento projetos na área de gestão térmica de veículos movidos a bateria. O reposicionamento do negócio com a expansão significativa do portfólio será refletido em um novo nome: desde 1º de outubro, a unidade de Camshafts passou a se chamar Dynamic Components.

“As modificações do modelo de negócio se aceleram com base nos pedidos recebidos dos clientes. Seguiremos com o crescimento lucrativo com produtos para motores de combustão interna e híbridos nos próximos anos, embora o mercado em geral esteja encolhendo”, acentua Frank Altag, CEO da unidade de negócios Camshafts. “Usaremos os lucros para financiar o desenvolvimento e a industrialização de produtos, tornando-os independentes do motor de combustão interna tradicional.”

Ele conta que os novos produtos são fabricados em uma base similar aos componentes para motores de combustão interna. Em parte, é possível usar as mesmas máquinas e equipamentos, possibilitando que várias linhas de produção fabriquem diferentes produtos e sistemas de acionamento.

Nos últimos anos, o segmento Automotive Technology da Thyssenkrupp reformulou sua gama de produtos e serviços a fim de atender às tendências tecnológicas de eletrificação para mobilidade, direção autônoma e mobilidade sustentável.

Hoje a empresa é um fornecedor internacional de componentes automotivos especializado em tecnologias de chassis, powertrain e carroceria. O foco reside em trabalhos independentes do powertrain em torno do chassi, das linhas de montagem da carroceria e da produção de peças leves da carroceria. O segmento gera mais de 80% de suas vendas totais com produtos não relacionados ao motor de combustão interna.