Vendas melhoram, mas queda é brutal em comparação a 2019

Chevrolet Onix domina o cenário em que a indústria pode parar por falta de matéria-prima

VW Gol surpreende e já ocupa a quarta colocação no ranking

 

Os números de vendas de 2020 estão melhorando mês a mês, mas é claro que quando é feita a comparação com 2019 a queda mostra-se acentuada por culpa do maior inibidor de mercado das últimas décadas: o coronavirus.

Os números da Fenabrave – a entidade que reúne as distribuidoras brasileiras – revelam que novembro registrou 214.265 emplacamentos de automóveis de passeio e comerciais leves, número 4,4% superior a outubro, mas 7,2% menor que o mesmo mês do ano passado. O total acumulado do ano chega a 1.718.093 licenciamentos, ou seja, queda de 28,6% ante o período de janeiro a novembro de 2019 (2.406.917 unidades vendidas).

Apesar da gradual melhora da indústria em tempos de pandemia, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Calos Moraes, prevê que 2021 também será um ano bastante difícil no setor, com a redução do quatro de funcionários das montadoras. E adverte: “A falta de matéria-prima e autopeças pode causar paralisações nas linhas de montagem”, afirma.

Jeep Renegade está em segundo lugar em SUVs, atrás apenas do T-Cross

Computados os resultados de novembro, a General Motors ostenta a primeira colocação em participação de mercado de automóveis de passeio e comerciais leves, com 17,2%. A Volkswagen detém 16,9% da fatia do bolo, só um pouco à frente de Fiat, com 16,4%. Bem atrás aparece a Hyundai, com 8,5%.

A família Onix é a maior responsável pela liderança da GM. Onix hatch e Onix Plus (sedã) fizeram a dobradinha dos carros mais vendidos em novembro. Na soma do ano, o Onix está folgado no topo do ranking, com 118.785 unidades comercializadas. Hyundai HB20 (76.117) e Onix Plus (70.477) completam o ranking. O VW Gol, que durante muitos anos ocupou a ponta, vem em um honroso quarto lugar, olhando pelo retrovisor o Ford Ka.

Entre os comerciais leves, nenhum modelo é capaz de bater a Strada. A nova geração que estreou neste ano caiu nas graças do consumidor. A picape compacta da Fiat vendeu 69.653 unidades de janeiro a novembro, abrindo larga vantagem sobre a irmã Fiat Toro (46.991). A Toyota Hilux, então, nem sequer está vendo as duas lá na frente. Ela teve 29.087 picapes licenciadas.

Quando o assunto é SUVs – categoria queridinha do consumidor brasileiro –, a VW T-Cross ratifica sua boa fase, com vendas acumuladas de 52.686 unidades nos onze meses. A dupla da Jeep, Renegade (48.988) e Compass (45.997), curtem o segundo e o terceiro lugares. Tais posições mostram que a Jeep tem, atualmente, os utilitários esportivos mais requisitados do mercado.