Avaliação: Renault Kwid Intense

Compacto moderniza design e ganha motor 1.0 de três cilindros recalibrado

Renault Kwid Intense - Caderno Garagem

Com pequenas intervenções estilísticas, a Renault deixou o compacto Kwid com outro aspecto. Nem precisou mexer tanto no figurino para ganhar elegância. Lançado em 2017, o modelo – que está longe de ser um SUV, como quer a montadora – também ganhou alguns equipamentos importantes, que aumentam sua segurança. Ele já possuía, por exemplo, quatro airbags (dois frontais e dois laterais) em todas as versões.

GARAGEM avaliou a versão Intense, que custa R$ 65.190 (bons tempos em que o Kwid chegou ao mercado na faixa de R$ 30.000…). Ela posiciona-se entre a Zen (R$ 61.090), a Intense Pack Biton (R$ 67.890) e a Outsider (68.690).

A exemplo dos irmãos, a Intense vem equipada com motor 1.0 três cilindros recalibrado, um dos pontos fortes do carro. Ele entrega 71 cv de potência e 10 kgfm de torque a 4.250 rpm. O câmbio é manual de cinco velocidades. A velocidade máxima atinge 156 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 13,2 segundos.

Renault Kwid Intense - Caderno Garagem

Segundo a Renault, o Kwid Intense faz 15,3 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada com gasolina no tanque. Com etanol, as médias são de 10,8 km/l e 11 km/l, respectivamente. Apesar de a Renault afirmar que o Kwid está 5% mais econômico, não conseguimos chegar a esses números com o combustível verde: durante a nossa avaliação, cravou 9,2 km/l em circuito misto.

A Intense se saiu bem na cidade e na estrada. O motor, com 1 cv a mais, é esperto nas ultrapassagens e retoma a velocidade rapidamente. Em ambiente urbano, cansa um pouco nos congestionamentos por causa do câmbio manual, mas ao menos encontra facilmente uma vaga para estacionar em razão de suas dimensões enxutas.

Renault Kwid Intense - Caderno Garagem

O compacto mede 3,68 metros de comprimento, 1,58 m de largura, 1,48 m de altura e 2,42 m de distância entre-eixos. Continua apertadinho para os passageiros mais altos do banco traseiro e o porta-malas pode acomodar 290 litros – não dá para exigir mais para um automóvel desse porte.

Vamos falar das mudanças no design. Na frente, o para-choque foi redesenhado ficou mais afilado, seguindo uma tendência presente nos centros de design das montadoras. As luzes de circulação diurna (DRL) são de LED em todas as versões e a grade apresenta inserções cromadas.

A moldura da caixa de roda e as faixas nas laterais realçam o caráter aventureiro do modelo. Na traseira, as novidades são o para-choque mais vigoroso e as lanternas em LED.

Ao entrar no carro, o motorista perceberá as mudanças no painel de instrumentos, cujos mostradores agora são em LED. A parte superior foi reformulada com novo acabamento e as saídas de ar laterais contam com anéis adicionais na cor preta brilhante ou cinza.

Renault Kwid Intense - Caderno Garagem

Só é difícil acostumar-se com os comandos dos vidros elétricos no painel central e não nas portas. Os bancos da versão Intense possuem tecido com detalhes na cor azul nas laterais e no bordado central do encosto.  

Embora não seja um SUV, o Kwid mantém boa altura do solo (18,5 cm) e os ângulos de entrada (24,1°) e de saída (41,7°) cresceram. Essas características são bastante úteis para quem encara estradas de terra com certa frequência e precisa evitar os pedriscos na carroceria.

Renault Kwid Intense - Caderno Garagem

Além dos quatro airbags, o Kwid passa a oferecer controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampas e aviso de cintos de segurança não afivelados para todos os ocupantes do banco traseiro. A nova central multimídia Media Evolution aumentou a conectividade com o motorista, com tela intuitiva de oito polegadas e espelhamento para sistemas Android Auto e Apple CarPlay.

Renault Kwid Intense - Caderno Garagem Renault Kwid Intense - Caderno Garagem Renault Kwid Intense - Caderno Garagem Renault Kwid Intense - Caderno Garagem