Volkswagen revela novos esboços da futura picape Amarok

Nova geração do utilitário vai compartilhar plataforma com a Ford Ranger

Nova VW Amarok - Caderno Garagem

A divisão de veículos comerciais da Volkswagen divulgou ontem, quarta-feira, dois novos esboços sobre a próxima geração da picape Amarok, que de acordo com o planejamento da empresa, deve estar disponível para encomendas nos mercados europeus no final do próximo ano. A produção será concentrada na unidade da empresa na África do Sul, mas, ao contrário do que chegou a ser especulado, também seguirá na Argentina (embora a data do início da fabricação não tenha sido revelada).

A segunda geração da picape da VW terá como base a mesma plataforma da nova Ford Ranger – cuja estreia por aqui deve ocorrer somente em 2023 – por conta de um acordo de colaboração técnica entre as duas montadoras. A nova Amarok será exportada para diversos países a partir das duas fábricas (lembrando que a geração anterior chegou a ser produzida na Alemanha para abastecer os mercados europeus).

Nova VW Amarok - Caderno Garagem

As ilustrações divulgadas agora mostram a nova Amarok engajada em ações de preservação da vida selvagem na África do Sul, já que o modelo antecessor fazia parte de uma parceria da VW com a Wilderness Foundation Africa (entidade que contribui para a preservação da fauna no país africano). Os esboços mostram que a picape evoluiu em design, embora siga bastante reconhecível como um Amarok.

A novidade, desta vez, ficou por conta do desenho que mostra, pela primeira vez, como será o interior da picape, deixando claro que o modelo vai contar com o quadro de instrumentos digital Virtual Cockpit, já conhecido de outros veículos da marca. Uma nova central multimídia também deve ser disponibilizado, embora não seja possível prever as dimensões da tela.

A montadora anuncia que a sua nova picape terá “aparência completamente nova por dentro e por fora”, além de “uma lista de equipamentos ainda mais extensa”, incluindo um número “significativamente maior de sistemas de assistência ao motorista” e “novos recursos de conectividade, inéditos no segmento”. Já em termos de conjunto motriz as informações são quase inexistentes, embora a VW tenha destacado o motor V6 turbodiesel como um dos destaques da primeira geração do modelo. Segundo o comunicado, a Amarok acumula mais de 800 mil unidades comercializadas em todo o mundo desde 2010, quando foi lançada.

Nova VW Amarok - Caderno Garagem