Para deixar o para-brisa sempre limpo e seguro

Veja como manter os limpadores dos vidros dos carros em bom funcionamento e sem desgaste

As palhetas dos para-brisas são itens essenciais para a segurança de motorista e passageiros. Ao manter limpos os vidros dianteiros e traseiros (quando o carro tiver), elas garantem nitidez e visibilidade de quem está ao volante em dias de chuva.

Mas a falta de manutenção desse item provoca ressecamento da borracha e, consequentemente, uma limpeza ineficaz e ruídos irritantes. Quando se encontram em mau estado de conservação, as palhetas podem acarretar infração grave e até apreensão do automóvel. 

O ressecamento das borrachas das palhetas é comum e, durante a pandemia, quando muita gente deixa seus carros na garagem mais tempo e expostos à variação climática, o limpador permanece na mesma posição muitos dias, causando sua deterioração.


Uma atitude simples que ajuda a minimizar a situação é esguichar água no para-brisa e ligar os limpadores uma vez por semana, a fim de hidratar a borracha e movimentar a palheta.

Uma palheta desgastada gera esforço maior do sistema do braço do motor elétrico (responsável pelo vai e vem do limpador), provocando sobrecarga que pode até interromper seu funcionamento.

Outros cuidados para manter a qualidade da palheta são evitar estacionar o veículo sempre debaixo do sol, usar um produto de qualidade para limpar o para-brisa e, quando for o caso, instalar os braços do limpador de forma correta e, se possível, mantê-los erguidos, sem contato com a superfície do vidro.

Há, também, dicas de manutenção bem simples, como não misturar no reservatório de água produtos químicos que não sejam recomendados pelo fabricante e direcionar o esguicho para o centro do vidro, na área de visão que precisa ser realmente limpa. Se estiver muito para baixo, compromete a limpeza; e muito para cima, a água praticamente não bate no vidro.

Nem todo mundo sabe, mas a reposição da palheta deve acontecer anualmente, embora haja a necessidade de trocá-la antes em alguns casos. É simples identificar o momento certo da substituição. O aviso se dá quando aparecem listras residuais de água no para-brisa, camadas finas de sujeira e trepidação.

Na hora da compra das palhetas novas, verifique se elas são de boa qualidade ao observar a procedência da marca.