Ford apresenta nova picape Ranger, que deve chegar ao Brasil em 2023

Nova geração do utilitário será lançada em diversos mercados no próximo ano e vai ser produzida na Argentina, mas apenas em 2023

Ford Ranger - Caderno Garagem
Nova identidade visual traz faróis com-formato de C

A Ford apresentou ontem (24), a nova geração da Ranger, picape que, segundo a montadora, será vendida em mais de 180 mercados ao redor do planeta (incluindo o Brasil). Mas, apesar do evento, o novo modelo só vai começar a ser vendido na Europa no fim deste ano – para encomendas – com as entregas iniciando em 2022.

Já por aqui (Brasil e Argentina), a nova Ranger vai demorar mais um pouco, uma vez que a fábrica da Ford em General Pacheco, na região metropolitana de Buenos Aires, está sendo totalmente reformada para produzir o veículo, o que só deve ocorrer em 2023. Outro detalhe importante é que a plataforma dessa nova picape será compartilhada com a Volkswagen, que a utilizará como base da futura Amarok.

A nova Ford Ranger traz como principal destaque o visual dianteiro, que adota a identidade visual inaugurada com a F-150 americana, no qual o conjunto óptico exibe desenho em “C”, incluindo as luzes de condução diurna de LED. A grade é dividida por uma espécie de barra horizontal. O resultado agrada e transmite impressão de robustez e modernidade. Na traseira, a tampa possui vincos que conferem um aspecto “musculoso”, além do nome Ranger estampado na chapa e um grande logotipo do oval azul para deixar claro quem é o fabricante. Lanternas de LED completam o pacote visual.

Ford Ranger - Caderno Garagem
Carroceria com vincos realça aspecto musculoso

É tudo novo também na parte interna, que, dependendo da versão, apresenta um aspecto mais funcional e menos luxuoso, com destaque para o quadro de instrumentos digital e para a central multimídia com uma enorme tela central de 12” (itens que devem ser oferecidos como opcionais).

Ford Ranger - Caderno Garagem
Versão Wildtrak terá acabamento caprichado

Motores turbodiesel confirmados

A Ford não forneceu muitos detalhes sobre os conjuntos motrizes que estarão à disposição para a nova picape, mas adiantou que o modelo contará com opções mais potentes para rebocar cargas e enfrentar obstáculos extremos no fora-de-estrada. O V6 turbodiesel de 3.0 litros será uma dessas alternativas. “Quando você dirigir a nova Ranger com motor V6 turbodiesel, vai ter a sensação de estar conduzindo uma picape muito maior, graças à potência e ao torque disponíveis, e é exatamente isso que nossos clientes desejam”, afirmou Pritika Maharaj, gerente de programa da nova Ranger.

Ford Ranger - Caderno Garagem
Nome estampado e logotipo gigante na traseira

A montadora adiantou ainda que a próxima geração da Ranger contará com outras duas configurações de motor quatro cilindros sobrealimentado, sendo uma com um turbo e outra com dois. A primeira, mais simples, será focada em oferecer potência combinada com economia de combustível, sendo indicada para frotistas e pequenos empresários que buscam um veículo de trabalho. O biturbo, em compensação, é mais sofisticado e vai entregar mais potência para quem deseja mais desempenho.

Por fim, a Ford anunciou que a nova geração da picape Ranger vai começar a ser produzida inicialmente nas fábricas do grupo na Tailândia e na África do Sul no início de 2022, com fabricação nas demais plantas sendo anunciadas posteriormente.  

Ford Ranger - Caderno Garagem
Nova linha Ford Ranger

Ford Ranger - Caderno Garagem

Ford Ranger - Caderno Garagem
Tração integral será opcional
Ford Ranger - Caderno Garagem
Quadro de instrumentos digital
Range Rover - Caderno Garagem
PIVI-PRO e Novo Volante