Amortecedores têm prazo de validade?

Componentes fundamentais para garantir a segurança ao rodar – além do conforto – os amortecedores muitas vezes são negligenciados na hora da manutenção preventiva

Amortcedor - Caderno Garagem

Pressão dos pneus, nível de fluidos, estado das lâmpadas e até das palhetas dos limpadores do para-brisa são itens fáceis de serem verificados periodicamente por todo motorista consciente. Afinal, a tarefa não exige esforço e nenhum conhecimento técnico. Mas você já conferiu o estado dos amortecedores alguma vez?

Embora sejam fundamentais para garantir a segurança do veículo – além do conforto – os amortecedores acabam não recebendo a devida atenção no momento em que se realiza a checagem antes de uma viagem de férias, por exemplo. Afinal, além de estarem “escondidos” sob o carro, não existe uma forma simples e totalmente confiável de saber se o componente está em ordem ou não. Para piorar, existe muita gente afirmando por aí que os amortecedores devem ser trocados em uma quilometragem pré-estabelecida, informação que só contribui para gerar ainda mais confusão entre os consumidores.

Na realidade, a vida útil dos amortecedores não tem prazo ou quilometragem definidos, pois o desgaste deles vai depender, essencialmente, de sua utilização. Assim, veículos que trafegam com frequência sobre pisos esburacados e irregulares ou que transportam muita carga – ou passageiros – regularmente estão mais propensos a precisarem trocar seus amortecedores em um prazo menor do que aqueles que rodam o tempo todo sobre asfalto, por exemplo.

Amortcedor - Caderno Garagem

Buracos: inimigos mortais do automóvel

Mas, mesmo quem dirige o tempo todo na cidade está sujeito a se deparar com um buraco ou outro obstáculo e, dependendo do impacto, o choque pode danificar o amortecedor. Nesse caso, o melhor a fazer é ficar atento a qualquer alteração no comportamento do veículo. Se a direção começar a “puxar” para um dos lados ou você passar a ouvir qualquer ruído anormal, procure logo um mecânico de confiança e peça para ele checar o estado de toda a suspensão.

Caso seja necessário trocar algum dos amortecedores, lembre-se da importância deles para a sua segurança (e de todos aqueles que você costuma transportar) e não economize usando peças recondicionadas. Na melhor das hipóteses, esse tipo de componente vai apresentar vida útil muito menor do que uma peça nova; na pior, pode comprometer outros componentes da suspensão, podendo, até provocar um acidente.

Lembre-se também que amortecedores – assim como as demais peças da suspensão e os pneus – devem ser trocados em pares e sempre por itens de mesmo modelo e fabricante, pois foram projetados para trabalharem em conjunto. Outra recomendação, caso seja feita a troca dos amortecedores é providenciar o alinhamento da direção.