Dunlop e universidade japonesa pesquisam geração de energia no interior dos pneus

O grupo Sumitomo Rubber e a Universidade de Kansai, no Japão, trabalham para desenvolver um sistema que permite gerar energia a partir da rotação dos pneus

Dunlop - Caderno Garagem

A Sumitomo Rubber Industries, dona das marcas Dunlop, Falken e Sumitomo no Brasil, comunicou recentemente que está trabalhando em conjunto com a Universidade de Kansai, no Japão, na pesquisa e desenvolvimento de uma nova tecnologia que vai permitir gerar energia elétrica a partir da rotação dos pneus.

O trabalho, desenvolvido em conjunto com o professor Hiroshi Tani, baseia-se na instalação de um dispositivo coletor de energia na parte interna do pneu para aproveitar a eletricidade estática que é produzida com a rotação. De acordo com o comunicado da empresa, a pesquisa já apresentou resultados satisfatórios ao permitir que um sensor periférico funcionasse sem o uso de bateria.

Esse resultado permitiu desenvolver um sistema integrado que usa a eletricidade gerada pelo coletor de energia para carregar um circuito de controle, que, por sua vez, fornece energia para um sensor externo. Os testes mais recentes mostraram que um pneu rodando a 50 km/h, produz mais de 800 μW de potência por meio desse sistema, energia suficiente para ativar um sensor externo e alcançar uma transmissão contínua.

Dunlop - Caderno Garagem
Dispositivo de geração de energia

Vale lembrar que um dos principais projetos do grupo Sumitomo Rubber é o conceito de “pneu inteligente” que prevê transformar esses componentes em sensores que coletam informações para a central eletrônica do automóvel. A vida útil limitada das baterias que alimentam os sensores, porém, vem se mostrando o principal empecilho para tornar esse projeto em realidade. Assim, ao oferecer uma solução para esse problema, a chamada Tecnologia de Geração de Força Interna dos Pneus representa um grande passo em direção ao alcance de aplicações práticas para os “pneus inteligentes”.